19  3251.3297

Localização



 

Coluna Sem Dor
Avenida Doutor Luís de Tella, 1615
Cidade Universitária II

Campinas - São Paulo CEP: 13083-000 - Brasil
(19) 3251-3297
 

 Autor: Felipe Ribeiro Mascarenhas  CREFITO-3 27386-F

               Fisioterapeuta

    www.colunasemdor.com.br

 

“Se você pensa que pode ou se você pensa que não pode, das duas formas você esta certo” (H. Ford)
 
Todas as nossas ações são moduladas pelas nossas crenças. Se tivermos crenças limitadoras certamente nossas ações serão limitadoras. Se cremos que temos poder infinito, vamos lutar como se tivéssemos esse poder, mesmo que não tenhamos o poder infinito, se lutamos com essa crença, certamente, lutaremos com mais forca, e garra do que aquele que tem uma crença mais limitada.
 
Ainda hoje, temos muitos profissionais da área da saúde por ai com crenças ultrapassadas, resultado de falta de estudo e interesse no que fazem. Por conta disso acabam minando as forças e esperanças de pais que estão dispostos a fazer tudo por seus filhos.
 
Fomos obrigados a ouvir que autismo não tem tratamento. Isso é resultado de anos de falta de estudo, e crenças limitantes de profissionais com 30 a 40 anos de profissão e de desatualização, que disseminam crendices como essa, com a segurança de quem acaba de voltar do último congresso (férias) patrocinado pelos laboratórios que expõem suas marcas por todo o consultório, em forma de pôster e brindes...
 
Fomos obrigados a escutar que o autismo é causado pelos pais. Pensamentos como esses são resultado de mais de meio século de ignorância. Há muito tempo essa teoria já foi ultrapassada, justamente por não ter fundamento. Cremos que os pais podem se tornar frios, como resultado de tantos absurdos que ouvem de profissionais despreparados, não sendo isso a causa do autismo.
 
Facilmente lê-se na internet que os autistas tem retardo mental, fato esse comprovado por pesquisadores “retardados”, que utilizam testes de QI, que depende de fala, e concluem indevidamente que autistas tem retardo mental. É o mesmo que fazer um teste de QI que depende da visão com cegos e concluir que são retardados. Pesquisadores como estes são capazes de arrancar as patas de um animal, gritar para ele correr e concluir que o bicho é surdo!
 
Já ouvimos que é para resto da vida, e que raramente aprendem a falar... sem comentários... quem consegue ser feliz ouvindo isso?
 
O pior é que ouvimos essas besteiras das pessoas que mais deveriam nos dar esperanças, Isso faz com que nos tornemos inertes na busca de uma solução.... Solução para um problema que não tem solução é ficar parado!!!!
 
Mas por sorte, nossa, e do nosso filho nunca acreditamos em limitações!!!
 
Atualmente existem trabalhos que mostram que o autista pode ser profundamente transformado com a conduta adequada.
 
Sabemos que o cérebro tem plasticidade e se transforma constantemente. Recentemente foi comprovado que o cérebro produz novos neurônios, mesmo na idade adulta.
 
Sabemos hoje que existem vários níveis de inteligência, tais como inteligência social, emocional, cognitiva, de linguagem, entre outras. Sempre que desenvolvemos uma dessas inteligências, ou capacidades as outras também caminham juntas em evolução.
 
Sabemos que quem não conhece as crenças negativas estão mais aptos para o sucesso. Os pais de Raun Kalfman certamente não conheciam as crenças negativas.
 
Copyright © Todos os direitos reservado para Felipe Ribeiro Mascarenhas
 
Atenção!
Se você deseja reproduzir, ou divulgar esse texto deve inserir o nome do autor e o endereço do site www.colunasemdor.com.br logo abaixo do título do texto.

 

Conheça:

 

Blog Alexandre semente de amor - (sobre autismo)

 

Blog Estudautismo

 

 


   
 NEWSLETTER
 REDES SOCIAIS

Coluna sem Dor® - Produzido por Dinamicsite