19  3251.3297

Localização



 

Coluna Sem Dor
Avenida Doutor Luís de Tella, 1615
Cidade Universitária II

Campinas - São Paulo CEP: 13083-000 - Brasil
(19) 3251-3297
 

 

 

 

 

Autor: Dr. Felipe Ribeiro Mascarenhas C.O. CREFITO-3 27386-F  - Fisioterapeuta - Osteopata 

          www.colunasemdor.com.br

 

A OSTEOPATIA foi o primeiro método de tratamento mediante manipulações. Seu criador Andrew Taylor Still (1864) pensava que, quando todas as partes do corpo estão em ordem, este se encontra são. E, ao contrário, quando não estão, pode instalar-se uma enfermidade. A OSTEOPATIA é uma concepção diagnóstica e terapêutica manual das disfunções de mobilidade articular e tecidual em geral. Refere-se a um sistema terapêutico baseado na crença de que o corpo, em sua função estrutural normal e com nutrição adequada, é capaz de se defender contra a maior parte das condições patológicas.

 O osteopata procura conquistar a mecânica corporal normal para a boa saúde. O sistema músculo esquelético está intimamente ligado a outros sistemas do corpo pelos sistemas nervosos voluntário e involuntário; isso indica que o sistema músculo-esquelético é um espelho da boa saúde e da doença. O osteopata considera o corpo como uma unidade integrada, compreendendo as múltiplas funções complexas e estruturas interligadas. Andrew Taylor Still nasceu em 16 de Agosto de 1829 em Jonesborough na Virgínia. Seu pai Abraham era médico e pastor metodista. Este iniciou Andrew muito cedo na medicina. A vida dos pioneiros do Meio Oeste faz ele viver próximo aos índios e a natureza. Isto marcará suas futuras concepções. Muito jovem Andrew sofria de dores de cabeça e náuseas. Um dia, durante um episódio com dores de cabeça foi sentar-se num balanço que seu pai havia amarrado num galho de árvore. Como se sentia mal, resolveu retirar o assento do balanço, e deitou-se no chão repousando a nuca contra a corda. A dor diminuiu e ele adormeceu e, quando acordou, a dor havia desaparecido. Essa observação levou-o, posteriormente ao desenvolvimento da manipulação osteopática. Jovem, começa os estudos de medicina em Kansas City, no College of Physicians and Surgeons (Missouri).

Participou na Guerra de Sesseção como médico-cirurgião. Nesse período Still esteve deprimido ante sua impotência médica para aliviar os feridos. Depois da guerra decide voltar a estudar anatomia e fisiologia para tentar entender melhor o corpo humano. Havia adquirido a convicção de que a absorção de medicamentos apresentava inconvenientes para seus pacientes e acreditava na imunidade natural e que o corpo possui propriedades de autocura. Em 1864, uma epidemia de meningite cérebro-espinhal causou-lhe estragos.

Andrew perdeu vários de seus pacientes e três dos seus filhos. Nota em todos os pacientes que apresentam importantes dores dorsais. Em 22 de Junho de 1874, cura uma criança que sofria de disenteria hemorrágica. Comprova que o abdomem está frio enquanto que a parte baixa da coluna está quente. Compreende que as contraturas das costas estão relacionadas com o mal funcionamento do intestino. Então mobiliza a criança e, ao dia seguinte a mãe maravilhada diz que seu filho está curado. Era a primeira vez que colocava em prática suas observações. Decide então estudar a anatomia sobre o ser vivo e não sobre os livros que já não tinham nada a oferecer-lhe.

Por volta de 1880, as idéias de Still começaram a se cristalizar, após a sua experiência com uma paciente com queixas de dor no ombro. Ele mobilizou a coluna e as articulações costais, aliviando a sua dor. Esta mesma paciente, tempos depois, voltou para lhe dizer que após esse tratamento ela havia melhorado da asma, da qual sofria anteriormente. Sua reputação cresce rapidamente. Em 1892 funda The American School of Osteopathy em Kirskiville. Cria um doutorado de medicina osteopática, para diferenciá-lo do doutorado de medicina alopática. Resume seu pensamento em três obras: 1899: Phylosophy of Osteopathy 1908: Autobiography 1910: Osteopathy research and practice Seus trabalhos e fama molestam ao corpo médico e problemas aparecem. Em 1910, Flexner impede que outras escolas de osteopatia sejam abertas. Em 1917 a American Medicine Association (criada em 1850) se opõe a participação dos osteopatas para curar feridos de guerra. Protesto e petições fazem que o presidente Roosevelt intervenha e tome partido pela osteopatia. Em 1917, Andrew Taylor Still morre com 90 anos. A corrente osteopática segue.

 

 

 

Atualmente, outro osteopatas, alunos de Sutherland e Littlejohn, aprofundaram as técnicas e fundamentos científicos da osteopatia com o fim de evitar o empirismo e dar-lhe as bases científicas indispensáveis. Citamos: Werhan, Jones, Mitchell, Brook, Frymann, Magoun, Becker, Irvin Korr, Fryette, Hoover, Upledger...

A OSTEOPATIA é uma concepção diagnóstica e terapêutica manual das disfunções de mobilidade articular e tecidual em geral. Refere-se a um sistema terapêutico baseado na crença de que o corpo, em sua função estrutural normal e com nutrição adequada, é capaz de se defender contra a maior parte das condições patológicas. O osteopata procura conquistar a mecânica corporal normal para a boa saúde. O sistema músculo esquelético está intimamente ligado a outros sistemas do corpo pelos sistemas nervosos voluntário e involuntário; isso indica que o sistema músculo-esquelético é um espelho da boa saúde e da doença. O osteopata considera o corpo como uma unidade integrada, compreendendo as múltiplas funções complexas e estruturas interligadas.

 

 

 

 

 

 

VOLTAR PARA ARTIGOS

 

 

Copyright © Todos os direitos reservado para Felipe Ribeiro Mascarenhas
 
Atenção!
Se você deseja reproduzir, ou divulgar esse texto deve inserir o nome do autor e o endereço do site www.colunasemdor.com.br logo abaixo do título do texto.

 

Os colégios de osteopatia se multiplicam. A segunda geração de osteopatas: John Littlejohn que criou na Inglaterra a primeira escola de osteopatia. John Littlejohn nasceu em Glasgow em 1865, onde fez seus estudos de medicina. Emigra para os EUA e se consulta com Still. Seu tratamento lhe impressiona e decide aprender a osteopatia. Obteve em 1900 seu D.O. e funda em Chicago uma escola. Volta à Inglaterra e funda em 1917 em Londres o célebre colégio britânico: o BSO (British School of Osteopathy). Este colégio atualmente conta com 400 alunos e 100 professores. Sua clínica recebe 1000 pacientes por semana. Esta escola é patrocinada pela HRH da princesa Ana da Inglaterra. Ë a base da osteopatia da Europa. Nasce uma nova corrente nessa época da osteopatia graças à William Garner Sutherland. É o pai da terapia Crânio-Sacra. Igualmente aluno de Still. Sutherland, em 1885, descobriu a existência de um movimento desconhecido até então. Este movimento tem sua origem no cérebro e lhe chamou de movimento respiratório primário (Cranial Rythmic Impulse). Estudou as suturas dos ossos do crânio durante 30 anos para seus diagnósticos e tratamento.


   
 NEWSLETTER
 REDES SOCIAIS

Coluna sem Dor® - Produzido por Dinamicsite