19  3251.3297

Localização



 

Coluna Sem Dor
Avenida Doutor Luís de Tella, 1615
Cidade Universitária II

Campinas - São Paulo CEP: 13083-000 - Brasil
(19) 3251-3297
 

Gota é uma doença metabólica caracterizada por aumento do ácido úrico ( hiperuricemia ) e a precipitação de seus cristais nos tecidos do organismo ( articulações ,pele,tecido subcutâneo, rins )
Afeta predominantemente homens a partir da 3ª década e, em menor número, mulheres na pós menopausa. Tem uma certa hereditariedade, sendo comum vários casos familiares.
Como se manifesta?
Crise aguda: A gota se manifesta principalmente através de crises agudas de artrite(dor, inchaço e vermelhidão na articulação acometida) que são de início súbito e extremamente dolorosas.
Costuma acometer principalmente as juntas dos membros inferiores em especial a 1ª metatarsofalangeana (articulação do hálux- Costuma acometer principalmente as juntas dos membros inferiores em especial a 1ª metatarsofalangeana (articulação do hálux-"dedão" do pé),dorso do pé ,calcanhar, tornozelo e joelhos;mas pode acometer articulações de membros superiores(mãos,punhos,cotovelos). Geralmente as crises são monoarticulares ,ou seja, acometem apenas 1 articulação,mas podem também ser poliarticulares de acordo com o grau de gravidade .
Período Intercrise: Em geral após a crise aguda vem o período intercrítico, ou seja, fora da crise, que costuma ser mais longo ou mais curto de acordo com a gravidade e o controle médico/medicamentoso da gota. Portanto, quando pior o controle da gota, maior a chance de evolução como artrite gotosa crônica e outras complicações relacionadas.
Gota Tofácea: Cerca de 25% dos pacientes sem tratamento ou com tratamento inadequado ,4 a 10 anos após a 1ª crise evoluem com a chamada gota tofácea: formação de nódulos de diversos tamanhos e consistências , geralmente indolores chamados de tofos, localizados principalmente em cotovelos, orelhas, dedos, dorso de mãos resultantes da deposição do cristal de ácido úrico ( monourato de sódio ) nestes locais.O tofo que se desenvolve dentro da articulação pode levar a deformidade e destruição da mesma. Alterações renais: A litíase renal e a nefrite gotosa acometem cerca de 10 a 30% dos casos.Os cristais de ácido úrico podem se precipitar a nível renal levando a formação de cálculos ( "pedras" ) nos rins levando a cólicas renais. Além disso,o monourato de sódio pode se depositar no tecido renal levando a uma nefrite intersticial.Somando alterações renais da gota com o frequente abuso do uso de antiinflamatórios para as crises de artrite não é infrequente encontrarmos diversos graus de insuficiência renal em pacientes com gota.
O que pode desencadear a crise de artrite da gota?
Entre os muitos fatores desencadeantes ,relacionamos os seguintes:
Traumáticos: traumas físicos e emocionais
Cirúrgico anestésicos:por exemplo durante internações hospitalares por outras doenças.
Climáticos:alguns pacientes são mais sensíveis ao tempo frio.
Alcoólicos:a ingestão de álcool deve ser muito cautelosa nos pacientes gotosos pois induz ao aumento do ácido úrico podendo precipitar crises.
Medicações:algumas medicações de uso geral podem levar ao aumento de ácido úrico tais como alguns diuréticos e salcilatos.Informe seu médico sobre as medicações que vem fazendo uso.
Alimentares: Não é aconselhável o abuso de alimentações ricas em purinas(mostraremos nesta página algumas delas) pois podem aumentar a produção de ácido úrico.
Como se trata a gota?
O tratamento visa 2 aspectos:debelar a crise de gota aguda e evitar a recorrência das crises e das complicações,especialmente as renais.
Tratamento da crise aguda:é feito com medicações antiinflamatórias e colchicina por curtos períodos e individualizado para cada caso.
Tratamento entre as crises:deve ser feito, quando indicado pelo médico, mesmo que o paciente esteja sem qualquer sintoma visando diminuir os níveis de ácido úrico no sangue através de medicações específicas que diminuem a formação do ácido úrico ou aumentam sua excreção na urina.O tratamento é individualizado e só o médico pode prescrevê-lo.
A gota é uma doença de bom prognóstico(tende a ter uma boa evolução) se tratada corretamente e precocemente .Fazendo-se um bom acompanhamento com seu médico é possível ter um bom controle , evitar complicações e permanecer sem crises, assintomático.
**Principais alimentos que contém altas taxas de purina **
Não abusar de:(a não se que seu médico já o tenha liberado) ? .miudos:fígado,rins,coração bovinos ou de aves ? .carnes de vitela ,galeto,peru,porco e bovina em excesso ? .frutos do mar e peixes tias como:arenques ,salmão,sardinha ? .leguminosas como:feijão,ervilhas,lentilhas,grão de bico,etc. ?

 


   
 NEWSLETTER
 REDES SOCIAIS

Coluna sem Dor® - Produzido por Dinamicsite